Continuo namoro?

Cartas

A identidade só será divulgada com a autorização da pessoa.

Olá pastor.

Tenho 18, e namoro ha quase dois anos. É o meu primeiro namorado, eu o amo, mas não sou apaixonada por ele entende?!

Ele me entende e me ajuda em tudo é um parceiro e tanto. só que sinto algo por uma outra que é totalmente diferente do que sinto pelo meu namorado, e isso já tem 7 meses. E essa pessoa também se dizia sentir algo tipo correspondendo, mas depois devido alguns acontecimentos perdemos os contanto.

Hoje estou bem com meu namorado, mas sei que se eu vê a outra pessoa vou ficar balançada, e tenho medo de casar e me arrepender e continuar gostando dessa pessoa. o que devo fazer?

Resposta:

Relacionamentos assim são como comida sem tempero; praia sem sol e noite sem luar. É uma droga!

Relacionamentos feitos apenas de fraternidades, amizades e momentos de alegria, não são suficientes para um casamento.

Relacionamento tem que ter “química”, desejo, vontade. Sem esses ingredientes, alguém pode até conviver com o outro, mas infeliz. É o que mais vejo. Num relacionamento tem que haver bondade e compaixão, mas um relacionamento não é feito apenas disso.

Só para esclarecer: Um namoro pode acabar. Não é pecado!! (até pode fazer muitooooo bem em vários casos).

Mas o que me preocupa na sua carta é essa sua falta de estabilidade emocional. Isso não é bom nem pra você, nem para ele.

Você diz que o ama, mas não é “apaixonada”?
Me perdoe, mas há um equívico ENORME naquilo que você considera como AMOR!

Como você pode estar com alguém pela qual não se tem desejo, vontade e paixão? O que este seu namorado pode estar sendo para você, é um belo pai; um porto seguro. Ou até mesmo, ele pode ter sido seu “primeiro homem” e por causa disso você agora se vê “agarrada” a ele.

Esse seu “balanço” pelo outro me parece mais um desejo de satisfação sexual, do que qualquer outra coisa. Experiementar o proibido.

Me parece que você está afim de adrenalina, e esse cara, será um bom candidato a isso – ele não tem nada a perder. Te usará e jogará fora em pouco tempo. Vai dizer que não era bem isso. Vai dizer que pensou melhor..que se arrependeu. E você, voltará para “casa” arrebentada, literalmente.

Com isso, sendo bem sincero…
– Apesar de você já ter 18 anos seu sentimento ainda é infantil. Por favor, não faça o outro de idiota (e nem o deixe esperar por um amor que não existe). Diga para ele toda a verdade. Se ele conseguir conviver com isso, que ele decida.
– Melhor é a dor do justo, do que a dor de um traidor. Lembre-se o que aconteceu com Judas.
– Não se case sem ter a certeza, por fé, de que ele é a pessoa que você quer viver durante sua existência. Muitos jovens (assim como eu), não teríamos errado no passado se houvesse alguém para nos dizer isso, sem aquele discurso: “Crente tem que casar cedo, senão…”.

O que você deve fazer, você sabe..Tenho certeza! Você não precisa de patrocinadores para isso.
Minha palavra é essa, e espero que chegue a você o quanto antes – antes que você cometa outros erros.

Espero tê-la ajudado neste ajuste de sentimentos. E por muitas vezes, isso não é feito sem dor (ou com uma palavra: “VAI EM FRENTE!”);.

Um abraço,
Pr. Emerson Fregona.



Participe conosco

Ter . 19H30

Participe da Escola Bíblica conosco

Dom . 18H30

Culto. Venha e convide um amigo

Qui . 18H30

Bate papo - Mulheres / Homens