Cura Matrimonial

Cartas

A identidade só será divulgada com a autorização da pessoa.

Pr. Emerson.

Eu vivi a quase dez anos com o meu esposo, e nesse dez anos sempre tivemos muitas brigas porque primeiro moramos na casa dos pais dele que é uma pousada e ele tem mais tres irmãos, dos quais não ajudavam na lida com a pousada, dai ficava tudo em cima dele e de mim, consequentemente eu não gostava muito e reclamava muito, pois nunca tinhamos condiçoes de sair (ter convivencia social) nunca viajamos e etc) nisso e correram-se 9 anos.

No dia 31 de janeiro de 2009 resolvemos casar no religioso e fomos morar na casa dentro do sitio de meus pais, dai continuaram as minhas reclamaçoes de o tempo todo os pais dele ligavam para querer algo dele, era dia de semana, sabado domingo de manhã a noite e tal, e eu pedindo para que ele visse que nós
casamos e que formamos uma nova familia e que ele teria que se desgarrar um pouco dos pais dele, ele mudou um pouco, mas as coisas continuavam por parte dos pais dele.

Eu trabalho e nesse meio tempo me interessei por um rapaz, não sei pq aconteceu isso pastor, mas hoje varias peesoas me dizem que foi coisa do diabo, pois nós viviamos numa vida de pecado sem ter casado e quando justamente descidimos casa e oficializar perante a Deus, foi acontecer isso, sei que fui fraca também, e ele me usou, na epoca de turbulencias em nossas vidas ele suportou tudo, não quis a nulidade do casamento e nem mesmo quis se separar, que era o conselho que todos diziam para ele fazer, até mesmo o padre (e psicologo) que nos casou disse a ele para ele se separa de mim pois eu não o amava mais e ele
não era homem para mim, não sei se estou certa, mas fiquei muito chateada com isso que o padre disse, pois acho que ele é uma pessoa para ajudar e não para infernizar mais a vida de um casal.

Sei que errei (pequei), já me arrependi perante a Deus e Perante a meu Esposo, sei que Deus me perdoou, e meu marido também disse que me perdoo e que me ama demais, só que ele h oje que resolvemos recomeçar nossas vidas, nosso casamento, me disse que está com a cabeça atormentada e confusa e saiu de casa para ficar uns dias fora para arejar a cabeça e se encontrar, estamos constrindo nossa casa e ele não parou com a obra.

Pastor estou muito arrependida do que fiz e cai na real que realmente amo meu esposo e quero continhuar com ele, só que estou sofrendo muito com tudo que se passou, não sei o que faço, as vezes sinto vontade até de morrer.

Gostaria muito de uma palavra de ajuda e o que posso fazer para meu esposo voltar e ter confiança em mim novamente, quero ter minha familia, minha casa, meu esposo de volta, e viver aos pé de Deus. Rezo todos os dias para que Deus possa curar ele e me curar também, que ele restaure nossas vidas. Pessoa ao senhor nesse momento uma ajuda, apesar de ficar envergonhada do que aconteceu.

Agradeço a atenção, espero sua palavra.

Atenciosamente Gy****

 

RESPOSTA:

Querida Gy****,

Que o verdadeiro amor dAquele que não macula nossa relação esteja sobre sua vida.

Lí sua carta com muito carinho. E, enquanto lia, ví um filme que constantemente assisto por onde tenho passado.

1 – Seu problema em relação à família dele, é praticamente universal. Certa vez, preguei sobre: “Mães dominadoras castram homens“. E aparentemente, esse é o problema. Ele foi castrado, e hoje, não sabe como lidar com a situação – CADA UM NO SEU QUADRADO.

Tudo começa com a pergunta: Como é sua relação com a família dele?

Talvez estejam tentando “disputar” o filho contigo. E isso, é outro GRANDE PROBLEMA. Você precisa perceber se há isso (se já não percebeu)..e ter jogo de cintura. O coração dele pode estar dividido entre: dar atenção aos pais, e atender aos pedidos da esposa.

Tem gente que ainda não percebeu que o filho cresceu, e que agora é um homem – e não aquele menino “amamaezado”.

Quem dera se todos lembrassem do que a bíblia diz em Gênesis “…portanto, deixará o homem, pai e mãe, e unir-se-a à sua mulher e ambos serão uma só carne”. Lembrando que esse “deixará pai e mãe”..não está ligado a abandono, desprezo…mas sim, a cortar o cordão umbilical!

Como diz o velho ditado: QUEM CASA, QUER CASA!

2 – Você achou que “casar no religioso” alteraria alguma coisa que já estava acontecendo há 9 anos? Você apenas mudou de lugar!
E…”casar no religioso” não tem nenhum poder místico – e nem relação bíblica (Noivo/Noiva – Jesus/Igreja) como se esse “modo de casar” fosse o único validado por Deus.
Esse é apenas mais um dos rituais a serem praticados por quem acredita que o casamento também deva ser feito “no religioso”.

Você não vê nenhuma alusão bíblica quanto a essa prática (casar-se no religioso) – tem gente que vai se assustar com essa afirmação.
Quem afirmava e confirmava o casamento entre os cônjuges, era a própria família.

Jesus foi à uma festa de casamento, lembra?… Pergunte se havia algum “pastor ou padre por lá”..rsrrss

Nada podemos contra a Verdade! Casados, vocês já estavam!

3 – Aqui é que está o “X” da questão. O resultado de tudo isso culmina numa Traição.
Permita-me com muita sinceridade reportar-me à você…

Você sujou a água para depois beber??!!??……….. pense!

Traição tem a ver conosco mesmo. Esse lance de colocar a culpa no diabo é fuga. Ele apenas usou aquilo que já estava internalizado em você.

Deu brecha? ele abre! Ninguém trái da noite pro dia – por mais banal que seja o relacionamento. Antes de você agir, você pensa! Toda ação passa pelo processo mental.

Agora, perder tempo se lastimando sobre o que já aconteceu, em nada ajuda. Viver uma vida neurótica com psico-sintomas de “adúltera” não vai adiantar.

O que vale é ver o que se tem, e, também, se há amor para prosseguir. Acredito que o AMOR é capaz de tudo. Tudo mesmo.

Somente o perdão genuíno, sem máscaras, armas ou fantasmas do passado, é o que pode trazer vocês para um ambiente de amor novo e construtivo.
Mais que isto, apesar de ele dizer que te ama, você precisa entender que ele terá que dar um passo de fé em direção à você; e deverá fazer isto confiando em Deus. Sem fé e confiança nenhum casamento ferido pode ser curado.

Ele não tem nenhuma obrigação em permanecer contigo – sei que você sabe disso – mas se ele está disposto, que seja assim para a glória de Deus em nome do Amor.

Deixe-o esfriar a cabeça, afinal, não é fácil passar por cima disso. Principalmente, tolerar as acusações e afirmações da família a seu respeito – que podem ocorrer a partir de então.

A confiança dele terá que ser reconquistada, e não imposta por você. Seja paciente, humilde, amorosa, ajudadora… se você já era, seja muito mais agora! Terá que haver RECONQUISTA!

4 – Seu arrependimento não tirará as consequências dos seus atos. Você terá que arcar com todos eles. Os homens, digo, a sociedade, não perdoa coisas assim.

Seu nome vai ecoar por um bom tempo pelas ruas da cidade. E seu marido terá que ser MACHO MESMO para aguentar a pressão.

5 – Pensar em morrer, só mostra seu estado angustiante de remorso. É coisa de alma mesmo…mas não mudaria em nada a situação.

6 – Finalizo, a bíblia diz “O que encobre as suas transgressões nunca prosperará. Mas o que confessa e DEIXA alcançará misericórdia”.

Se você já confessou o seu pecado à Deus e arrependeu-se de verdade, o que posso lhe dizer é: VÁ E NÃO PEQUES MAIS!

Viva sua vida para o seu marido e seja FIEL a ele.
Busque a JESUS para que ele seja o terceiro elo.. em seu relacionamento.
Esqueça o passado e projete o futuro de vocês.
NÃO COMETE MAIS UMA TOLICE DESSAS.
Procure um lugar onde vocês possam adorar a DEUS de verdade.
Aproximem-se de pessoas que temam a Deus e que buscam viver uma vida fora dos padrões do “mundo”.

Ps: Em nossa seção de cartas aqui no site, existem algumas bem parecidas com a sua. Talvez possam lhe ajudar também.

Em amor,

Pr. Emerson Fregona.



Participe conosco

Ter . 19H30

Participe da Escola Bíblica conosco

Dom . 18H30

Culto. Venha e convide um amigo

Qui . 18H30

Bate papo - Mulheres / Homens