Meu marido foi embora

Cartas

A identidade só será divulgada com a autorização da pessoa.

Shalom irmão,
Este site sempre te me ajudado muito, mas nunca imaginei que um dia iria escrever pra vc.

Sou casada ha 2 anos e tenho uma familia mista. Quando casei, ja tinha uma filha e meu marido tbm, depois engravidei e tivemos nosso filho, hj com 1 ano (todas as crianças moram conosco).

No inicio do namoro, meu marido ainda pedia para voltar com a ex (mae do filho dele) fazendo isso inclusive na minha frente. Mas eu apaixonada, fingia nao ver essa situaçao.

Nos casamos, mas eu sempre me senti mal, sinto-me como a segunda opçao na vida dele, aquela que tem apenas o restinho, a sobra do amor dele. Porém, nao posso reclamar dele como marido.

Ele sempre foi muito esforçado, mas acho que falta um pouco mais de afeto, e por isso, sempre me senti insegura, pouco amada, e as vezes, ate achava que ele nao gostava de mim.

Tivemos uma briga feia ha poucos dias. Rolou agressao e eu pedi que ele saisse de casa, porem essa nao é a primeira vez que peço pra que ele saia de casa.

Hoje vejo que pra mim isso funcionava como um escudo, um teste que eu fazia só pra ver se ele ia pedia pra voltar como fazia com a ex.

Agora ele foi embora e disse que nao volta mais.

Sei que tenho minha parcela de culpa em toda essa situaçao, mas sei la…. eu esperava ver alguma manifestaçao de amor da parte dele. Tinhamos uma familia linda, somos jovens eramos espelho pra muitos jovens de nossa igreja por ter uma familia diferente, bonita e ele mesmo falou poucos dias antes de ir embora, que estava vivendo os melhores dias da vida de casado dele.

Sinto que há uma grande força demoníaca nisso tudo, mas nao quero usar isso para justificar erros.
Quero fazer a minha parte pra resolver essa situaçao.

Quero sua opiniao de Pastor e homem. Será que realmente so fui usada como estepe? sera que ainda posso conquistar o coraçao dele? sera que tem amor? Porque ir atras de uma pessoa estando com outra?
Preciso de sua sincera opinião.

 

Resposta:

Querida Lu,

Paz, amor próprio e desejo pela vida estejam sobre teu coração.

Começo dizendo: Não precisa me pedir sinceridade. Meu parecer será sempre sincero e sem rodeios.
Afinal, não tenho a obrigação de responder somente aquilo que você deseja ler.

Exponho aqui minha humilde opinião firmado na verdade que creio e professo: JESUS.

Inicialmente, o que me chama a atenção na sua carta, é a cegueira que a paixão pode produzir em alguém – mesmo com certa experiência de vida.

Paixão é burra, cega, precipitada, egoísta, imatura e nos faz tomar as decisões mais inconsequentes no curso da nossa existência.

Você entrou nessa, assim: APAIXONADA. SEM MEDIR NADA!

Estar, viver, morar, casar, noivar com alguém que se declara “apaixonado” por outra pessoa, é a maior prova do equívoco sentimental que alguém possa se encontrar. E mais, a história te dirá quanto tempo foi perdido.

AMOR É OUTRO PAPO! É OUTRO NÍVEL!

Você me parece BEM CONFUSA. Ao mesmo tempo em que “reclama’, diz que ele é um “bom marido”.

“Bom marido” só porque é esforçado? Esforço é apenas uma característica da vontade e iniciativa humana. NADA MAIS. Para ser MARIDO, COMPANHEIRO, AMANTE, AMIGO e CONFIDENTE, o buraco é bem mais em baixo.

Pelo pouco que lí, sem me aprofundar em outras análises, você está (estava) num relacionamento sem “SAZON”, ou seja, sem tempero.

Porém, o amor é seu. E Ele tem o amor dele. Cada um trás o seu amor, e não faz barganha com o amor do outro. Você deve amá-lo pelo amor que está em você, e não como uma mercadoria de troca em relação ao “suposto amor” dele.

Uma pergunta básica: Vocês alguma vez conversaram sobre isso? Você expôs para ele todas as suas angústias, inseguranças e insatisfações? Sentaram na sala, desligaram a televisão (ou o computador), e olharam olho-no-olho numa conversa franca (sem espadas ou escudos)? Aquele bate-papo fora da delegacia matrimonial (cheia de boletins de ocorrências de erros do passado)?

Dependendo da sua resposta, minha resposta à sua carta terminaria aqui.

Briga entre casal? Desentendimentos? (desde que não seja crônico), é o processo natural do desenvolvimento mútuo.

Certa vez, ouví um hipócrita bater no peito em dizer no púlpito:”Sou casado há mais de 25 anos, e nunca briguei com minha esposa!“. OHHH!! Que “homem espiritual” né?l?!?!

Não se engane com seres de plástico assim. Esse realmente é um dos “pastores-lobos” mais cínicos e achatados que conheço.

Agora, agressão??! Tapas, chutes, palavras que são verdadeiros “sopros de vidro” na cara do outro?? Aí não é desenvolvimento, é CAMINHO DE MORTE.

Sendo assim, em determinado momento, alguém não vai mais suportar. Não há relacionamento sadio que suporte a isso.

Ser espelho para os outros? Vocês não estavam sendo espelhos nem pra vocês mesmos…Essa é uma das grandes armadilhas do diabo dentro da igreja: Ser do lado de fora, algo que não se é do lado de dentro. Aparência…viver de aparência.

Força demoníaca? Sim, tenho certeza. É do demônio de dentro chamado: rancor, indiferênça, falta de diálogo, insegurança, ciúmes… esse demônio tem vários nomes.

Quer resolver a situação? Então, chame-o para uma conversa honesta e encare a verdade dela, sem ilusões.
Abra teu coração e exponha TUDOOOOO! Limpe a alma de qualquer lixo interior que possa vir a te contaminar no futuro.

Caso ele não queira continuar, não o obrigue. Perdoe-o o suficiente para cada um continuar sua caminhada, mas deixando o coração do outro livre.

Por fim, ore..mas, ore mesmo! Mas não ore pela sua carência. Se você fizer isso, apenas ficará ainda mais carente. Ore buscando paz para o seu coração.
Ore crendo naquilo que a Palavra de Deus nos diz: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o SENHOR; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais.” Jr 29:11.

Por hora, é isso.

Dê uma lida em outras matérias que trato do assunto aqui no site. Elas vão te auxiliar também, ok?

Receba meu carinho e oração por vocês neste breve parecer.

Paz,

Pr. Emerson fregona.



Participe conosco

Ter . 19H30

Participe da Escola Bíblica conosco

Dom . 18H30

Culto. Venha e convide um amigo

Qui . 18H30

Bate papo - Mulheres / Homens